Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos
Convergência Digital

O modelo tradicional de ofertas das empresas de telecomunicações está sendo revisto por conta da transformação digital e exige uma mudança na maneira de agir de todo o ecossistema produtivo, observa o diretor de desenvolvimento de soluções da Embratel, Flávio Moraes. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, o executivo ressalta que a transformação digital é a capacidade de realizar coisas, com poucos recursos.

“As cidades inteligentes são um bom exemplo dessa mudança. Hoje empresas e governos estão cientes que o modelo mudou. É possível gerar e desenvolver novas soluções. A transformação digital exige modelos simples, agilidade e modelos ágeis”, diz Moraes. A conectividade, acrescenta o executivo da Embratel, é requisito fundamental para a construção desse modelo. “Incluir todos os atores numa grande rede exige uma transformação não apenas de infraestrutura e capacidade, mas de atuação, gestão e comportamento”, complementa.

A transformação digital e o impacto das suas mudanças no Brasil são temas de discussão do 2º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, que acontecerá nos dias 15 e 16 de março, em Brasília. Assistam a entrevista com o diretor de soluções da Embratel, Flávio Moraes.

A Brasscom, hoje, representa 40 empresas do setor de TIC e 15 instituições e tem atuado na propagação de novas tendências, entre elas, Internet das Coisas, Big Data, Computação em Nuvem, Mobilidade, Segurança e Privacidade dos Dados. As inscrições para o 2º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios já estão abertas. Saiba como participar: http://seminariobrasscom.com.br/inscreva-se/